Como consertar o mundo

como consertar o mundo                   

 

                      Há alguns anos, contaram-me uma pequena estória que achei muito interessante, razão pela qual tentarei reproduzi-la aqui.

                      Um homem de negócios, por sinal muito atarefado, costumava levar para casa as pendências do escritório e ficava até altas horas envolto em seus problemas empresariais, não lhe sendo possível dispensar à esposa e ao filho de 5 anos a atenção devida. Consciente deste fato, procurava minimizar tão terrível comportamento reafirmando para si que agia daquela forma para garantir à família que amava um futuro confortável, livre da carência material que ele mesmo sentira em boa parte de sua vida, até obter o sucesso empresarial que gozava então.

                         Em mais uma noite de trabalho em casa, a mulher desiludida vai dormir, e o pimpolho, desta feita insone, fica brincando pela casa. Vez ou outra o filho ia até o pai e pedia que brincasse com ele. O pai respondia que não podia, pois tinha que terminar algumas planilhas, orçamentos e pedidos. O pequeno saía triste para brincar sozinho, até que se cansava e voltava para implorar a atenção do pai.

                          Como as intervenções do filho estavam ficando cada vez mais frequentes, o pai explicou-lhe que o seu trabalho era muito importante, mas que dentro de uma hora iria com certeza terminar e então poderia brincar com o menino.

                           Passados pouco mais de vinte minutos, o garoto volta e pergunta para o pai se já havia passado uma hora. Visivelmente irritado, o empresário procura uma alternativa para desvencilhar-se da insistência do filho, e tem a brilhante ideia de providenciar um ‘quebra-cabeça’ para entreter o menino. Pega uma tesoura e um mapa-mundi velho e o recorta em centenas de pedaços pequenos. Entrega para o filho  os pedaços recortados do mapa-mundi e manda o pequeno remontar a figura. O garoto sai feliz da vida para a sala e o pai, aliviado, tem certeza de que poderá terminar o serviço tranquilamente, pois até mesmo um adulto não conseguiria montar o ‘quebra-cabeça’ em menos de duas horas.

                             Para sua surpresa, contudo, dez minutos depois eis que o filho está  de volta, com largo sorriso no rosto, dizendo que tinha terminado a tarefa. Sem acreditar, o pai vai com o filho até a sala, e vê no chão o mapa-mundi montado perfeitamente, sem nenhuma peça faltando. Sem conseguir acreditar no que seus olhos viam, pergunta ao menino como ele conseguira tal proeza, ao que ele responde prontamente:

                             – É que enquanto o senhor recortava o papel, vi que do outro lado havia a figura de um homem. Então montei o ‘quebra-cabeça’ do lado do homem. Assim, consertando o homem, acabei consertando o mundo!

[tweetmeme style=”compact” only_single=”false”]

Golpe do Cartão de Crédito – É muito importante que você leia…

 

 

 

 

SE VOCÊ DIVULGAR, MENOS PESSOAS SOFRERÃO ESSE TRAUMA…  DIVULGUE!
 
GOLPE FÁCIL DE CAIR – VEJA QUE ELES NÃO PEDEM SENHA!

                    Você recebe uma chamada e a pessoa diz:
                     – Estamos ligando do Departamento de Segurança da VISA (por exemplo). Meu nome é ‘Fulano’ e meu número de identificação funcional é ‘tal’ … O Sr. comprou ‘tal coisa’ ( qualquer coisa bem estranha, como um ‘dispositivo Anti-Telemarketing’) no valor de R$ 497,99, de uma empresa em Porto Alegre ?
                    É óbvio que você responde que não, ao que se segue:
                    – Provavelmente, seu cartão foi clonado e estamos telefonando para verificar. Se isto for confirmado, estaremos emitindo um crédito ao seu favor. Antes de processar o crédito , gostaríamos de confirmar alguns dados: o seu endereço é ‘tal?’ (Isto pode ser encontrado facilmente nas listas telefônicas via Internet).
                   Após responder “sim”, o golpista continua …
                   – Qualquer pergunta que o Sr. tenha, deverá chamar o número 0800 que se encontra na parte traseira de seu cartão e falar com nosso Departamento de Segurança. Por favor, anote o seguinte número de protocolo… O bandido lhe dá então um número de 6 dígitos e pede:
                  – O Sr. poderia lê-lo para confirmar?
                  Aqui vem a parte mais importante da fraude. Ele diz então:
                  – Desculpe, mas temos que nos certificar de que o Sr. está de posse de seu cartão. Por favor, pegue seu cartão e leia para mim o seu número.
                  Feito isto, ele continua:
                 – Correto. Agora vire o seu cartão e leia, por favor, os 3 últimos números (ou 4 dependendo do cartão).
                 Estes são os seus ‘Números de Segurança’ (Pin Number), que você usa para fazer compras via Internet, para provar que está com o cartão! Depois que você informa os referidos números, ele diz:
                 – Correto! Entenda que era necessário verificar que o seu cartão não estava perdido nem tinha sido roubado, e que o Sr. estava com ele em seu poder.. Isso confirma que o seu cartão foi mesmo clonado, infelizmente… O Sr. teria alguma outra pergunta?
                Depois que você diz que não, o ladrão agradece e desliga.
                Provavelmente, em menos de 10 minutos, uma compra via internet será lançada no seu cartão, e muitas outras, caso você não perceba a fraude até a chegada do extrato.
               É quase inútil fazer denuncias à polícia.  Até nos USA é difícil o rastreamento destas ligações. Caso receba este tipo de ligação, você pode falar para o bandido desligar que você mesmo fará a ligação para o 0800 da sua operadora. Mas, mesmo que você desligue, fica claro que a melhor maneira é estar alerta e comunicar a todo o mundo sobre a existência de mais este golpe.
              Assim sendo, por favor, passe isto a todos seus amigos, A informação é a nossa proteção!

[tweetmeme style=”compact” only_single=”false”]